11.08.2009

Hoje quem fala do Avaí sou eu



Fui desafiado pelo Rafael a fazer uma análise de algum jogo azulejo. Pois bem, ontem eu assiti ao jogo Vitória x Avaí. (aliás, eu assisti a muitos jogos do Avaí, isso porque nos finais de semana eu geralmente estou num covil avaiano que assina o PFC, a casa do meu sogro)

Pois bem, eu não sou um bom analista de futebol, não custumo fazer análises nem mesmo do futebol do meu Figueira. Deixo essa tarefa para outros blogueiros bem mais competentes do que eu neste quesito.

Por isso o que posso falar do jogo de ontem do Avaí é que não teve nada de mais. Foi um joguinho meia-boca e chato de se ver. Coisinha sem graça mesmo. O Avaí jogou o básico, sem nenhum destaque individual, aliás, teve um destaque sim, o atacante Willian que faz gol de tudo o que é jeito. Ontem ele foi mais esperto que o zagueiro e meteu o pé na bola do jeito que dava. Acabou fazendo um gol com a sola da chuteira.

O lance do gol foi um dos poucos do ataque azulejo. O Vitória também jogou mal pra burro. Não sei se estava desfalcado ou o quê, só sei que parecia qualquer um desses timinhos da série B. Chegou poucas vezes com perigo ao gol do Martini. Ele, aliás, foi testado em alguns chutes de fora, e se saiu bem, segurou as bolas com segurança.

Meu sogro disse que o Avaí jogou mal porque estava sem o Marquinhos, e eu acredito. Isso porque eu acho que o Figueira sem o Fernandes se comportaria de forma semelhante em campo.

No mais sou obrigado a parabenizar o Silas que é, na minha opinião, o verdadeiro ídolo e responsável pela vitoriosa campanha azuleja. Apesar de ter jogado mal, o time avaiano é consistente, joga simples e sério o tempo todo, os jogadores são bem colocados e entrosados em campo. O Silas montou um time de futebol, isso podemos afirmar. Não se trata só de um amontoado de jogadores, mas de um time coletivo e coeso, daqueles que só de se ver já se percebe o dedo do técnico.

Parabéns ao Avaí, que está fazendo bonito no brasileirão. É mais um catarinense no principal campeonato nacional, e que muito bem nos representou. (é representou mesmo, porque mesmo que perca todas agora, já não será mais vexame nenhum) Só quero ver no ano que vem o Willian Bonner anunciando essa manchete: "Em jogo valendo vaga pra Libertadores, as torcidas dos rivais Figueirense e Avaí fazem um espetáculo a parte em Florianópolis".

Estamos quase lá! O mais difícil já aconteceu (o Avaí subir), agora é só esperar um pouquinho.

VOLTAREMOS!

Obs.: Pra quem não entendeu a imagem, é que como falei do Avaí, coloquei uma foto de lá pra ilustrar o post.

4 comentários:

Rafael Vidal Eleutério disse...

é... como eu não vi o jogo, não posso dizer que estás errado, nem correto.

mas ficou claro que o Silas é um sonho de consumo no outro lado da ponte... hahahaha

Eduardo Santos disse...

Legal a analise do primo do Rafael, não o conheço mas escreveu com mais imparcialidade do que alguns blogueiros da RBS.
Qto ao jogo foi isso mesmo, um jogo ruim de se ver, o Avaí jogou para o gasto e conseguiu um golzinho em uma das raras chances de gol.

Lucas Eleutério da Silveira disse...

Hahahahaha!

Essa da aí da imparcialidade foi demais! Hahahaha!

Valeu Edurdo, obrigado pelo elogio, pelo comentário e pela audiência!

Agora o Rafael já quer que eu vá no jogo contra o Corínthians.

Sei não... a idéia de estar cercado por azulejos ensandecidos não me é muito simpática.

Mas depois eu faço um post sobre isso. Ou não.

Gerson Santos disse...

Parabéns, Lucas, nada mal. Viu só como a série A não é nada tão complexo assim? Quanto a ir no Templo do Carianos, cuidado... é capaz de tu "garrá amor" e não querer mais sair de lá.