12.04.2010

Orgulho, sim senhor






Tenho muito orgulho de meu Figueira. Time do povo com quase noventa anos de uma história sofrida e vencedora. Como mostra o vídeo aí de cima, o Figueira fez o gol, o Figueira vencia o jogo, quando o Juiz fez um sinal "mal intrepretado" pelo povão que invadiu o gramado, quando faltavam ainda uns 5 minutos de jogo. O povão invadiu porque é povão, e estava eufórico demais para se controlar. Não invadiu por causa do PPP, ou por causa do Delfim, ou por causa de algum lobby político.

Imaginem o que significaria decretar que o Caxias, e não o Figueira, é que vai subir; mesmo tendo perdido a final do campeonato.

Sim, houve uma pressão obscura por trás dos panos, coisa, infelizmente, absolutamente normal no futebol (não que eu concorde com isso). Mas, se não houvesse essa "pressão", provavelmente a decisão seria a mesma.

O presidente Paraíso foi fazer pressão para defender o clube. Um paralelo nos dias de hoje é a questão do Joinville. O tal do América lá do Amazonas venceu com um jogador irregular em campo. Apesar disso, teve o acesso garantido pela justiça desportiva. Qual o comentário geral que se faz pelas ruas? "Pô, faltou força política pro pessoal de Joinville. Ô federação fraca".

Imaginem então o que acontecia lá nos primórdios do futebol catarinense, quando o time da elite vencia os campeonatos de 1924, 1926, 1927, 1928 e 1930. Quando, com um Ramos governando o Estado, um "governando" a Federação e outro "governando" o clube, o Avaí emplaca um tetra-campeonato (1942, 1943, 1944, 1945), sendo um deles (pelo menos) por decreto.

O Figueirense merecia subir. Tanto é que permaneceu lá em cima por 7 anos. Não foi uma obra forçada e artificial, como os avaianos tentam pintar. E não é um caso desses que vai minar a paixão que a nação alvinegra tem pelo Figueira.

3 comentários:

CristianTM disse...

Desculpa Lucas, mas tenho que discordar.

Invasão antes, durante ou depois, não deveria ocorrer.

E dada a súmula, com a invasão antes do fim do primeiro tempo, segundo o próprio árbitro em questão, subiria o Caxias. Dentro da legalidade, subiria o Caxias.

Rafael Vidal Eleutério disse...

Nos termos legais, o Caxias deveria subir. Invasão no final do PRIMEIRO tempo e depois no final do SEGUNDO.

O árbitro foi pressionado para mudar a súmula e assim o Figueirense foi absolvido.

EEEEEEita, orgulho!

Rafael Vidal Eleutério disse...

Sabes como foi a história certinha do título "por decreto"?